Confira super dicas para alavancar a sua carreira

Todos nós tomamos decisões em nossas trajetórias com o objetivo de crescer cada vez mais, seja na profissão ou nas conquistas pessoais. Para tal, é necessário traçar um plano, onde entrarão metas, objetivos e escolhas, que darão o rumo de sua história profissional.

Confira cinco dicas infalíveis para te ajudar em como pensar em um planejamento de carreira sólido!

1. Pense antes de agir
As pessoas devem ter em mente tudo aquilo que diz respeito à situação atual da pessoa e aonde ela quer chegar. E mais que isso, ela deve entrar em ação. Alguns aguardam por uma situação ideal, uma oportunidade, o que pode nunca aparecer. Os profissionais bem-sucedidos são aqueles que, além de se prepararem, criam as próprias oportunidades.

2. Tenha autoconhecimento
O primeiro passo é a pessoa ter clareza de onde ela está, ou seja, saber quais são as habilidades e competências individuais. O networking e demais recursos disponíveis que, no momento, podem ajudá-la a alavancar a carreira. Isso inclui, entre outras características, idiomas, capacidade de comunicação e liderança. O autoconhecimento permite identificar as qualidades já conquistadas e aquelas que podem ser melhoradas.

3. Estabeleça metas
O indivíduo deve estabelecer metas: uma promoção, um novo emprego, o próprio negócio, quanto quer ganhar. Esta etapa é um ponto básico para a guinada profissional porque é ela que irá orientar as demais ações da pessoa. Quanto mais informações souber sobre a meta de carreira, mais fácil será conquistar o objetivo.

4. Crie estratégias
Após organizar suas ideias, o próximo passo é definir o que é necessário para conquistar a vida profissional dos sonhos. Ela pode enviar currículos direcionados, pedir indicações, ativar o networking, investir em marketing pessoal ou uma combinação de tudo isso. É aconselhável colocar essas estratégias no papel, pois a pessoa consegue visualizar tudo que deve fazer. Neste ponto, ela está pronta para aplicar seu plano de ação.

5. Acredite em seu potencial
O fator emocional também faz a diferença. Há pesquisas que comprovam que nosso cérebro que se condiciona de acordo com pensamentos positivos ou negativos. Se o profissional se dispõe a faze algo pensando que irá dar errado, ele fica desanimado e compromete sua performance. É preciso ter uma postura de vencedor. Isso não vai determinar que o resultado seja efetivo, mas é 50% do caminho para o sucesso e 100% do que cada um pode fazer por si mesmo.

Revista O Comércio
Clique aqui para ler a matéria completa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram