Mentiu no currículo? Você vai ser descoberto…

As mentiras fazem ainda fazem parte dos currículos, infelizmente. Uma vaga preenchida nestas circunstâncias acaba tirando a oportunidade de um outro candidato, talvez mais qualificado, e prejudica uma empresa que deixa de contar com um profissional mais preparado, mas tem um problema: as mentiras acabam  detectadas em currículos por recrutadores mesmo durante o processo de recrutamento e seleção.

Mentir no currículo é a pior escolha possível e quem faz isso precisa saber que há um sério risco de arruinar sua carreira. Quando um profissional participa de um processo seletivo e a mentira é descoberta, acontece a eliminação quase que automaticamente.

Os recrutadores verificam tudo (onde trabalhou, atividades exercidas, escolaridade…) sendo treinados para detectar possíveis inconsistências. Pode até ser que a informação falsa passe despercebida no processo seletivo, mas este novo funcionário pode ser demitido se a mentira for descoberta posteriormente.

Não ser sincero significa que, na prática, esse funcionário não terá condições de desenvolver as atividades. É constrangedora a situação.

A melhor (e única) dica é: não minta! Diga a verdade, mostre suas qualidades e limitações e não invente situações. Mentir no currículo pode parecer uma boa ideia, mas é o passaporte para a desclassificação dentro de um processo seletivo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram