O que você faz para “bater metas”

Um profissional deseja progredir rapidamente na carreira, para ter melhores condições financeiras para atender seus compromissos, para ser notado em seu círculo de amizades. A empresa precisa vender seus produtos e serviços. Junte esses dois elementos. Assim é o dia a dia de trabalho para muitos profissionais especialmente daqueles envolvidos na área de vendas: bater meta, meta e mais meta.

 

Para esses não se fala em ter uma remuneração determinada. Salário? Receber uma ajuda de custo, ou seja, ter um salário fixo para cobrir pequenos custos de deslocamento, mas o ganho maior deverá vir das comissões pela realização de negócios.

 

Você já deve ter notado o caso de um corretor de imóveis. Ele(a) batalha dias, semanas e até meses para concluir uma operação para no final receber uma remuneração muitas vezes dividida com outros colegas. Nas lojas de venda de veículos o profissional que tem que se desdobrar para buscar um potencial comprador, fazer de tudo para que ele se interesse por determinado veículo e assim efetivar uma venda. O pessoal das lojas de shoppings estão sujeito ao interesse dos consumidores. Assim também um executivo de uma instituição financeira ou de seguros que tem que “gastar sua saliva” para convencer um cliente sobre determinado produto. Um líder de uma instituição religiosa também tem que batalhar pelas suas metas.

 

Por uma meta um profissional de qualquer área precisa fazer milagres e passar até mesmo por situações, digamos, humilhantes. Lembra-se o caso do corretor de seguros do filme “Em busca da felicidade”? Como você pode ver para tudo há uma meta. Um dia, você, se já não estiver envolvido em uma situação dessas, poderá passar por uma experiência assim. E eu pergunto: como você reagiria?

 

Eu daria algumas recomendações para você.

 

1. Entenda e saiba jogar o jogo. O profissional que se sai bem e bate metas é aquele que sabe que tem que “bater metas” custe o que custar. Portanto, você deve entender as regras do jogo, ver o que é necessário fazer, traçar seu plano rapidamente e sair para a luta e sobreviver nesse mundo de metas.

 

2. Não se desanime. Não fique se martirizando por antecipação se, de repente, tiver que oferecer um produto ou um serviço para determinado(a) cliente somente por apenas imaginar que ele(a) é uma pessoa difícil de se convencer. Lembre-se que uma boa conversa sempre atrairá bons negócios.

 

3. Conheça o seu produto/serviço. Em primeiro lugar considere que o produto ou serviço que você está oferecendo, qualquer que seja, foi criado para trazer grande benefício para o seu cliente. No demais, conhecer todos os detalhes sobre ele vai te facilitar os seus contatos com clientes potenciais.

 

4. Respeite os seus colegas. Evite passar por cima de seus colegas para “roubar” deles os seus clientes.

 

5. Não se venda, não se corrompa. Procure manter-se íntegro nas suas atividades tanto para manter intacta a sua imagem profissional e pessoal como para resguardar os interesses da empresa para que ela mesma não seja penalizada por eventuais erros que você venha a cometer. Aliás, deve-se ter cuidado redobrado com a lei anticorrupção que prevê penalidades não só para profissionais como para as empresas.

 

Acredito que com essas dicas você terá bons resultados nas suas metas e poderá buscar uma melhor posição dentro da sua empresa e na sua profissão.

 

No demais, boa sorte e bons negócios.

 

 

Fonte: dicasprofissionais.com.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram