Quando a ansiedade tira a sua vaga em uma entrevista de emprego

Sabe quando a pessoa tem tudo para assumir uma vaga de trabalho? Conhece como ninguém o que precisa ser feito, tem um excelente posicionamento comportamental e possui em seu currículo trabalhos invejáveis mas… Não consegue a vaga justo na entrevista final.

Injustiça? Perseguição? Cartas marcadas? Nada disso. O que tira a pessoa de uma nova vaga, mesmo sendo a pessoa mais adequada ao cargo, pode ser a ansiedade.

E é a Eliane Catalano, Coordenadora de Recrutamento e Seleção da RH NOSSA, que nos aponta sobre o alto volume de reprovação de candidatos com altos níveis de ansiedade na entrevista final:

“A ansiedade de querer entrar logo na empresa, a própria pessoa acaba se reprovando por coisas banais com algumas atitudes de momento. Tivemos um caso para uma vaga financeira em que o candidato estava tão agitado que não parava de balançar a perna, mover as mãos, e o cliente percebeu a movimentação e acabou reprovando no final. Ele demonstrou estar agitado com um nervosismo acima da média. Não esperava as perguntas e já respondia correndo”.

Para Alice Rocha, Assistente Administrativo da RH NOSSA, os candidatos não leem o que os recrutadores pedem e se deixam tomar pela ansiedade, atropelando todo o processo. E surge a avalanche de candidatos com currículos excelentes que se perdem justamente pelo nervosismo:  “É a ansiedade por estar muito tempo fora do mercado de trabalho ou medo de perder a oportunidade, tentando se recolocar. Tem profissional que fala mais de dois idiomas e o comportamento na hora da entrevista final acaba pesando”.

Controle é tudo
Sabemos que não é fácil, mas para tentar controlar a ansiedade e não deixar passar a tão sonhada vaga, a RH NOSSA separou algumas dicas que podem ajudar na entrevista final:

– Faça um planejamento do que e como vai falar

– Tente treinar diante um espelho ou com um amigo  

– Pesquise sobre a empresa para chegar com o máximo de informações

– Evite riscos e chegue com antecedência para sentir o clima do local

– Use táticas de relaxamento, respire fundo e tente não se movimentar muito.

– Tenha empatia. Nunca desvie os olhos do entrevistador e cuidado com a sua linguagem corporal.

Fonte: KAKOI Comunicação
www.kakoi.com.br

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram