Quem segue estas 4 regras simples evita gafes no trabalho

Pode até parecer bobagem, mas cometer gafes no trabalho é algo que vai minando as relações com chefes e colegas e pode, sim, prejudicar a sua reputação profissional.

 

É o que afirma Madalena Feliciano, diretora da Outliers Careers. E isto faz sentido em um cenário em que as pessoas são contratadas por sua competência técnica e demitidas por suas deficiências comportamentais.

 

De acordo com ela, quem segue algumas regras básicas evita grande parte das gafes. Veja quais são:

 

1 Observação do ambiente

 

Observar antes de agir é essencial para não ganhar fama de “o chato do escritório”. Segundo Madalena, muitas gafes ocorrem por falta de atenção ao ambiente.

 

Comentários, risadas e piadas fora de hora, interrupções desnecessárias, trocar nomes de colegas são, muitas vezes, resultado de pouca observação. Esteja atento.

 

2 Familiaridade com a cultura da empresa

 

Há lugares em que o acesso aos chefões é livre. Por outro lado, há empresas em que a hierarquia deve ser estritamente respeitada e ir direto à sala do diretor, sem antes falar com o gerente, pode ser uma atitude mal interpretada.

 

Existem empresas em que o dress code é totalmente informal. Mas existem organizações em que a roupa é bastante observado.

 

Estes são apenas dois aspectos variáveis de um ambiente a outro e que fazem parte da cultura das empresas. Para quem considera um mistério a cultura do seu local de trabalho, existem maneiras fáceis de descobri-la.

 

3 Comunicação objetiva

 

A habilidade de comunicação tem sido uma característica muito valorizada pelas empresas. E objetividade é essencial.

 

Nada mais irritante do que profissionais que falam demais, que abusam de “achismos”.

 

“É preciso saber se colocar e ter conhecimento do assunto antes de falar”, diz Madalena. Ouça mais e espere ter certeza antes de falar.“Se a pessoa não tem conhecimento do assunto é melhor dizer que prefere pesquisa antes de falar”, diz Madalena.

 

4 Cordialidade

 

Postura cordial é fundamental, sempre, segundo a especialista. Disposição para ajudar os colegas e atitude respeitosa evitam mais problemas de relacionamento do que você imagina.

 

“Educação vem em primeiro lugar”, afirma Madalena.Trate colegas, subordinados, chefes e clientes como gostaria de ser tratado.

 

Postura corporal também deve receber atenção já que pode denunciar seus pensamentos. Por exemplo: ficar “jogado” na cadeira e com o rosto apoiado pela mão durante uma reunião são claros sinais da falta de vontade de estar ali. E, provavelmente, quem está falando vai perceber isso.

 

Fonte: Exame.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram