Um ativo chamado imagem

Em recente escândalo envolvendo um dos maiores nadadores dos Estados Unidos da América, Ryan Lochte, onde teve a perda de todos seus patrocinadores através de atitudes de vandalismos. Mas porque reincidiram o contrato de publicidade com o atleta? É preciso entender a integridade e imagem das instituições. Atualmente, caminhamos para a conformidade empresarial e como também da área pública, pois a imagem das organizações pode ser afetada de modo a causar prejuízos e diminuição da confiança dos stakeholders (Colaboradores, Fornecedores, Clientes, Acionistas, Gestores e etc.) nas entidades públicas ou privadas.

Contabilmente falando, o ativo é o conjunto de bens e direito, porém é através da imagem da entidade que é possível o aporte de mais capital e recursos (acionistas) para aplicação nas atividades operacionais da instituição. As entidades públicas apesar de não haver lucro existem a perda de credibilidade na execução de determinada política pública. É necessário haver o cumprimento das metas e objetivos da instituição com maior performance sem se afastar dos elementos éticos e de conduta, assim a auditoria interna ou controladoria ganha corpo e importância nos alcances da integridade ou conformidades nas entidades públicas ou privadas.

O ativo chamado imagem depende em boa medida que seus colaboradores atinjam níveis de excelência e profissionalismo na condução dos seus negócios. E que a referência, publicidade e envolvimento do nome da marca com atletas e outros requer que estejam em integridade ou conformidade. Por fim, não só quem está dentro da entidade precisa estar em conformidade com leis, regulamentos, ética e conduta, mas também quem recebam recursos das instituições patrocinadoras. Por isso que qualquer probabilidade ou possibilidade de ocorrer o evento danoso à imagem da entidade é necessária que seja revisto contratos de publicidades e todos os atos internos e externos da organização para que a imagem da instituição não seja atingida trazendo prejuízos incomensuráveis.

Bruno Cabral possui especialidade em Gestão Financeira, Auditoria e Controladoria (FAAM/2013), Graduado em Ciências Contábeis (FACET/2007). Atualmente é auditor governamental, Membro da Comissão de Avaliação da Educação Federal (CPA) e Palestrante.

Fonte: Falando de Gestão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram