Você já ouviu falar no termo “Carreira em Z”?

Mudar de empresa às vezes pode parecer uma excelente oportunidade no curto prazo, porém se não for muito bem pensada pode ser um pesadelo e levá-lo ao arrependimento. Você pode ficar na empresa 5, 10 ou 15 anos, desde que essa permanência seja à base da sua “Carreira em Z”. Mas afinal, o que é “Carreira em Z”, trata-se do crescimento horizontal com ascendência vertical. Pode parecer que está andando de lado, mas se estiver mantendo o crescimento, esse é um bom motivo para ficar na empresa. Geralmente em grandes empresas e multinacionais é possível você seguir nesse modelo de carreira. Vou dar um exemplo: Imagine que você é um executivo de contas, seu foco de atuação é o setor financeiro e esse setor representa 15% do faturamento da sua empresa, você está nesse foco há 3 anos, e um dia recebe uma oportunidade para assumir o desafio do setor industrial que responde por 40% do faturamento, em tese você não mudou de cargo, porém se tornou muito mais relevante na empresa, saltando de 15% de faturamento para 40%. Em resumo, você cresceu horizontalmente e verticalmente. Depois de 3 anos como responsável do setor industrial, sendo a soma de 6 anos na mesma empresa, você recebe uma oportunidade de tornar-se um executivo regional da indústria, agora você passa a gerenciar um time e fica na atividade mais 3 anos, se eu somar os anos que você ficou na empresa serão quase 10 anos e nesse tempo você se manteve em franco crescimento. É isso que chamo de “Carreira em Z”. Além disso, você passa ser um profissional de maior confiança para a organização, uma pessoa que a empresa pode acreditar e investir, pois não tem hábito de ficar pulando de galho em galho.

É importante entender o momento profissional que você está vivendo, antes de tomar qualquer decisão de sair, veja se de fato o seu ciclo de crescimento se esgotou. Às vezes nosso emocional nos faz tomar decisões precipitadas e o melhor caminho é pensar com racionalidade e senioridade, mapeando o atual cenário da empresa.

Lembre-se: a vida consiste no equilíbrio. Não adianta comer muito, você pode passar mal, mas se você não comer nada, você pode morrer de fome, logo coma apenas o necessário.

Fonte: Falando de Gestão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram